Experiência: ExpoVinis Brasil 2017 – Parte 1

Compartilhe! :)

A Feira

Fala Galera! No primeiro post sobre a ExpoVinis Brasil desse ano, dei a lista dos vinhos que foram eleitos os Top Ten da feira (clique aqui para conferir). Nos próximos posts falarei um pouco mais sobre a visita, palestras e o Wine Blog Hunter, que esse ano participei!

Ao contrário do ano passado (quem quiser saber um pouco da saga de 2016, pode conferir aqui!), esse ano deu tudo certo na viagem. Pude me acomodar com calma, almoçar e pegar o transporte gratuito para a feira, ou seja, tudo dentro do planejado.

Ao chegar no evento, que esse ano foi feito junto com a FISPAL, me dirigi a sala de imprensa para buscar minha credencial e taça!

As Andanças

Dei uma volta rápida para dar uma olhada geral na feira e voltei para a área dos Vinhos do Brasil. Lá fui convidado a conhecer as mudanças que a vinícola Peterlongo vem passando e degustar seus vinhos. Um dos vinhos que conheci, o Armando Memória Tannat 2015, foi o tinto que eu indiquei para participar do Wine Blog Hunter 2017 (postarei detalhes em breve).

Coloração: Rubi escuro

Aromas: Frutas negras, ameixa

Gustativo: Seco, acidez média para alta, corpo médio, taninos médios para altos. Notas frutadas e amadeiradas

 

Após esse início, passei para degustar alguns vinhos da também brasileira, vinícola Pericó. Conheci os tintos Benedictum e  Basalto, ambos safra 2012.

De lá, fui visitar a MontGras no stand do Wines of Chile. Visitei a vinícola em 2013 e já conhecia alguns vinhos da linha. Após redegustar o Amaral Sauvignon Blanc 2016, decidi que ele seria a minha opção de branco para indicar pro Wine Blog Hunter 2017.

Coloração: Amarelo pálido

Aromas: Notas cítricas, maracujá, herbáceos

Gustativo: Seco, acidez média para alta, corpo médio. Notas frutas tropicais e minerais.

 

Depois disso, passei por algumas importadoras como a Vinissimo e fui degustar os vinhos da Eslovênia. Acabei perdendo a palestra Premium sobre vinhos do Chile. Isso mesmo! Perdi! Me inscrevi com antecedência, a palestra atrasou e eu fui dar uma volta para aguardar. Quando retornei, já havia começado. Por sorte a Fernanda, que estava na porta recepcionando as pessoas, conseguiu um cantinho para mim. Não degustei, mas consegui acompanhar as tendencias mostradas por Paulo Brammer e anotar os vinhos para procura-los depois.

Finalizando o Dia

Assim que a palestra acabou, encontrei com Cesar Adams (organizador do Wine Blog Hunter) para entregar as amostras que indiquei. A degustação as cegas ocorreria no dia seguinte. Depois disso fui degustar alguns vinhos italianos na  Vino Italia. Por final encontrei o Nicolas da Le Chateau e degustei os vinhos da Vinã Eden.

Coloração: Amarelo com tons esverdeados

Aromas: Aromas cítricas, herbáceos, mineral

Gustativo: Seco, acidez média para alta, corpo médio. Notas cítricas, toques herbais e minerais.

Por fim, assisti a palestra Enogastronomia: Como combinar vinho e comida, ministrada pelo sommelier Mario Teles.

Na próxima postagem, falarei sobre o Wine Blog Hunter! Espero que tenham gostado e espero vocês para continuar dividindo essa experiência! Saúde!


Compartilhe! :)

Deixe uma resposta